Serra da Arrábida: Guia e dicas de viagem

por pontodepartida

Águas cristalinas, areia fina e branca e uma serra verdejante são um conjunto de palavras que automaticamente teletransporta o nosso imaginário para destinos paradisíacos tailandeses ou australianos. E se eu lhe contar que todo esse cenário que tanto sonhamos está mesmo aqui ao pé de nós? Na Serra da Arrábida, nas suas praias e encostas, certamente irá sentir-se no verdadeiro paraíso. 

A oeste da cidade de Setúbal, e a meros 40km de Lisboa, encontra-se a Serra da Arrábida. Com uma extensão de 35km e com o seu ponto mais alto situado a 501m de altitude, a Arrábida, pela sua localização, é a simbiose perfeita entre o azul do mar e o verde da serra. Embora as praias sejam o principal cartão de visita da região, os castelos centenários, os percursos pedestres e a boa gastronomia são outros atrativos que encantam os visitantes.

Serra da Arrábida | Que praias visitar?

Ao longo da marginal junto ao mar, que podemos aceder através da saída oeste em Setúbal, iremos encontrar as principais praias da região.  A escassez de estacionamento, devido à morfologia do terreno, obriga os automobilistas a estacionar o carro em locais indevidos, originando enormes condicionamentos de trânsito. Assim, devido aos excessos ocorridos no verão de 2017, a Câmara de Setúbal proibiu o acesso a automóveis entre a praia da Figueirinha e a do Creiro entre 1 de julho e 30 de setembro. Foi criado um novo sistema de transporte público regular que realiza os trajetos até às praias da Arrábida, desde Setúbal e Azeitão.

As praias mais acessíveis são as da Figueirinha e a do Creiro, este último possui um parque de estacionamento razoável, a um preço de 4 euros por dia. Se pretender visitar as praias dos Galapinhos, Galapos ou a dos Coelhos terá de ir a pé dos estacionamentos da Figueirinha ou Creiro ou apanhar um autocarro que realiza os percursos.

1 Praia da Figueirinha

Possivelmente a praia mais acessível de todas as praias da região, a Figueirinha possui um estacionamento com um número razoável de lugares e a chegada ao areal faz-se calmamente, sem necessitar de realizar percursos pedonais sinuosos na montanha. A praia da Figueirinha tem um dos maiores areais das praias da Arrábida, a sua areia fina e as suas águas límpidas atraem inúmeros banhistas nas épocas de Verão. Irá encontrar ainda um agradável bar com esplanada e restaurante, onde poderá beber uma bebida refrescante ou realizar a sua refeição.

2 Praia do Portinho da Arrábida e do Creiro

A melhor opção para quem deseja visitar a praia do Portinho da Arrábida é deixar o automóvel no parque de estacionamento do Creiro, para assim ficar mais descansado com a segurança do veículo e com a certeza que não será multado por estacionamento abusivo. Após uma breve descida até ao areal da praia do Creiro será possível, através de uma curta caminhada pelo areal, alcançar a praia do Portinho da Arrábida. Pela facilidade de acesso e pela envolvente natural e paisagística destas duas praias que confinam o mesmo areal, tornaram-se as nossas favoritas.

3 Praia dos Galapinhos, Galapos e Coelhos

As praias dos Galapinhos, Galapos e Coelhos são as praias com piores condições de acessibilidade, mas também as mais espetaculares e exóticas. A sua vista de cortar a respiração e a ansiedade de mergulhar nas águas cristalinas e refrescantes da Arrábida, dá-nos coragem mais do que suficiente para enfrentar as íngremes descidas. Após um percurso por um trilho sinuoso, recheado de pedras e algumas inclinações, é possível alcançar a famosa praia dos Galapinhos, considerada a melhor praia da Europa em 2017 pela European Best Destination. A condecoração não é à toa, o mar tranquilo com as suas águas transparentes, a areia fina e branca atrás de uma enorme montanha verdejante, faz-nos acreditar que estamos de facto nas Maldivas. Toda a envolvência serve de incentivo!

Os trilhos, embora difíceis, estão claramente descobertos e permitem nos deslocar até à praia pretendida. Com maré baixa, é possível atravessar a pé da praia de Galapos até Galapinhos, calmamente.

4 Praia da Ribeira do Cavalo

A menos acessível de todas as praias da região, já um pouco distante das restantes, a Praia da Ribeiro do Cavalo localiza-se a oeste de Sesimbra. Quem a visita deve-se preparar para um percurso de alguma dificuldade com a duração de cerca de 20 minutos. Por ser pouco acessível, dá-nos a incrível sensação de aventura e de proximidade com a natureza, tornando um simples dia de praia numa experiência memorável. O azul límpido das suas águas e os mantos verdes dos arvoredos da montanha são as cores que se destacam e nos fazem sentir um enorme prazer por estar a desfrutar de um dos locais mais exóticos do nosso país. Visitem, mas de sapatilhas calçadas para o percurso (conselho de amigo 😊).

Nem só de praias vive a Serra da Arrábida! Que mais visitar?

1 Miradouro do Portinho da Arrábida

Um dos locais mais instragramizados da região e um spot perfeito para os amantes de fotografia. Este miradouro é de fácil acesso, através da estrada N379-1, será possível encontrá-lo facilmente devido aos vários automóveis estacionados na beira da estrada para a tradicional foto nos estrados de madeira. Com uma vista arrebatadora sobre a serra e com o mar a perder de vista, o local é de paragem obrigatória, certamente irá ficar deslumbrado com esta maravilha da natureza.

2 Sétima Bataria

A Sétima Bataria do Regimento de Artilharia de Costa de Outão (7ª Bataria) foi uma unidade de defesa do exército português que já não se encontra em atividade desde 1998. O acesso é simples, basta seguir a mesma estrada do Miradouro do Portinho da Arrábida, caso se encontre a dirigir em direção a Setúbal. O local, embora muito vandalizado, dispõe de uma vista surpreendente sobre a serra e o mar.  Lá encontrará canhões antigos apontados para o mar e alguns bunkers e túneis, antigamente utilizados para armazenagem e passagem dos militares. Por sorte, ou pela hora madrugadora em que visitámos o local, encontrava-se vazio o que nos permitiu tirar umas fotos bem jeitosas.

3 Convento da Arrábida

O Convento da Arrábida, localizado no interior da serra, é facilmente identificável pela dimensão. Não visitamos o local, embora estivéssemos interessados em fazê-lo, mas encontramos a entrada fechada. Com a ajuda da internet descobrimos que apenas é possível visitar o local através de marcação prévia para as quartas, sábados e domingos. Podem consultar aqui.

4 Palácio da Comenda

O Palácio da Comenda é um palácio ao abandono largamente vandalizado, construído no séc. XVIII que serviu de residência a personalidades ilustres da realeza europeia. Segundo consta, existe a possibilidade de, durante um período de tempo, o palácio ter sido habitado por Jacqueline Kennedy, esposa de J. F. Kennedy, e os seus filhos em 1963 após o assassinato do seu marido.

Atualmente o local encontra-se à venda pela módica quantia de 45 milhões de euros. Embora vandalizado e com o interior muito danificado o local continua a ser visitado por curiosos, tal como nós. O palacete é propriedade privada, e a sua visita é um risco uma vez poder ser considerada invasão de propriedade privada.

A nossa visita aconteceu logo pela manhã que, ao depararmo-nos com o portão aberto, entrámos com o nosso carro e estacionámos no parque que se encontra de frente para o palácio. Durante toda a visita fomos os únicos a estar no local, num palácio composto por 5 pisos e 26 quartos com uma estrutura com elevado grau de degradação. O sítio embora belíssimo por toda a envolvência, encostado ao mar, dispondo até de praia privada, não deixa de ser meio sinistro devido à grandeza e ao estado de abandono. Para nossa surpresa na hora de abandonar o local, o portão já se encontrava fechado com uma corrente, por sorte não estava fechado a cadeado e conseguimos sair com o nosso automóvel. Uma história e pêras!

5 Castelo de Sesimbra

Há muita história para contar na região da Serra da Arrábida. O Castelo de Sesimbra é provavelmente uma das histórias mais antigas que a região tem para contar. As suas origens remontam ao século IX, em pleno período de ocupação muçulmana. Este castelo foi palco de diversas batalhas entre muçulmanos e cristãos tendo sido definitivamente conquistado no reinado de D. Sancho I.

Para além do contexto histórico impressionante, o Castelo de Sesimbra está localizado no cimo de uma encosta que permite uma vista impressionante sobre a serra e sobre a baía de Sesimbra.

A entrada no castelo é gratuita, e dispõe de boas infraestruturas de apoio. Antes da subida final existe um parque de estacionamento e merendas caso pretenda fazer um picnic ou alguma refeição. Contudo não se deixe enganar e suba com o automóvel até à entrada do castelo onde encontrará também um parque de estacionamento. Neste link pode confirmar o horário do Castelo, de acordo com os meses de verão e inverno.

6 Lapa de Santa Margarida

A Serra da Arrábida foi para nós uma caixinha de surpresas, se tivermos que eleger os locais que mais nos surpreenderam certamente que a Lapa de Santa Margarida constará nessa lista.

Após estacionarmos à entrada do Portinho do Arrábida o Google Maps indicou-nos um percurso pedestre pelo interior da floresta da Arrábida tendo sempre como pano de fundo o azul cristalino do oceano. Há nossa espera estava uma pitoresca capela, localizada no interior de uma gruta com vista para o mar, envolta num aconchegante sossego que a natureza ali impõe.

O melhor de tudo? Estava completamente vazio quando a visitámos, por não constar nos guias turísticos tradicionais, pode desfrutar calmamente da sua visita e deixar-se encantar por um local que parece pertencer a um conto de fadas.

7 Cabo Espichel

Ao longo da costa portuguesa pontilham no mapa diversos cabos que são autênticos miradouros sobre o oceano e sobretudo sobre a natureza. No artigo sobre a região de Sintra contamos como foi visitar o ponto mais ocidental da Europa, o Cabo da Roca, desta vez foi hora de visitar o Cabo Espichel.

Localizado a 10km da vila de Sesimbra, este cabo para além da vista deslumbrante sobre o oceano é ainda possível visitar, o Santuário de Nossa Senhora do Cabo Espichel, Farol e a Ermida da Memória.

8 Mercado Livramento

Cada vez são mais escassos os mercados tradicionais, ou praças, como costumamos chamar, com tanta dinâmica como o Mercado Livramento em Setúbal. As cores das bancas saltam à vista bem como o painel de azulejo alusivo à vida quotidiana do século XIX. Afamado pelo seu peixe, também dispõe de uma imensa variedade de legumes, produtos regionais como o vinho e o mel, pão e até mesmo peças de artesanato.  Se procura produtos frescos e com qualidade para confecionar a sua refeição, neste mercado não lhe irá faltar boas opções.

Serra da Arrábida | Onde dormir?

Existem inúmeros opções de estadia na região, desde Setúbal, Palmela, Sesimbra ou Azeitão. Já visitamos a região por duas vezes e ficamos em alojamentos distintos, mas ambos com muita qualidade e com excelente relação qualidade/preço.

1 Alojamento São Gonçalo

O Alojamento São Gonçalo localiza-se em Azeitão e à chegada fomos agradavelmente recebidos pelo proprietário que nos colocou muito à vontade sendo bastante prestativo. Um alojamento local com ótimas condições, com um quarto bastante amplo, dispondo de banheira de hidromassagem e chuveiro cascata, encontrando-se em plenas condições de higiene e conforto. É possível encontrar o alojamento neste link, certamente será uma excelente opção que não se irá arrepender.

2 LH Palmela

O LH Palmela é um aldeamento turístico localizado na Quinta do Anjo nas imediações de Palmela. À nossa espera estava um apartamento moderno e bem mobiliado e com todas as condições de higiene. Para quem tenciona permanecer na região por diversos dias, é uma excelente opção considerando que pode confecionar as suas próprias refeições na cozinha do apartamento. De frente para o nosso apartamento encontra-se a piscina que pode frequentar sem que para isso seja preciso pagar taxa adicional.

Serra da Arrábida | Onde comer, sair e beber um copo?

Setúbal é sinónimo de boa comida, de peixe fresco e de inúmeras opções de restauração. A iguaria tradicional é o choco frito, embora a sardinha assada seja também muito carismática.

Pastelarias/cafés

1 Confeitaria D’Arrábida

A Confeitaria da Arrábida foi a nossa primeira paragem quando visitamos a região. Já tínhamos tomado o pequeno almoço antes de partir, mas queríamos um local onde saciar um pouco da nossa gula e beber um café para nos despertar para uns dias em cheio. À nossa espera estava uma pastelaria que, com mestria, contrasta os sabores da doçaria tradicional e moderna num leque de opções onde difícil é mesmo escolher.   

2 O melhor croissant da minha rua

Contaram-nos maravilhas destes croissants e de facto são deliciosos. Entre as ruelas de Sesimbra e conforme nos vamos aproximando, começa a sentir-se no ar um cheirinho a croissants acabadinhos de fazer.  Com nutella, creme de ovo ou mistos todos eles são deliciosos e para acompanhar nada melhor que um sumo de laranja natural. Um espaço pequeno, mas com um design e atendimento moderno e diversificado, é o local ideal para lanchar em solo sesimbrense.

3 Pastelaria Regional Cego

O principal doce típico da região são as tortas de azeitão, uma torta com um recheio de doce de ovos. Embora existam muitas confeitarias que o fabricam, a que mais se destaca é a Pastelaria Regional Cego em Azeitão. O espaço é pequeno e encontra-se sempre muito frequentado tal a fama da qualidade das suas tortas. Para acompanhar a torta de Azeitão nada melhor do que um bom copo de Moscatel da região de Setúbal.

Restaurantes

1 Casa Mateus

Com vitrines repletas de peixe espalhadas um pouco por todo a parte, a vila de Sesimbra é uma escolha segura para quem procura uma boa refeição. A pouco metros da principal avenida de Sesimbra, Casa Mateus é um pequeno, mas acolhedor, restaurante de traça tradicional inteiramente forrado a azulejo. Localizado numa vila piscatória, os sabores marinhos são obviamente os grandes cabeças de cartaz deste fantástico restaurante. Na nossa passagem, iniciámos a refeição com uma salada de polvo fresca e bem temperada e concluímos com uma farta caldeirada. Na hora da sobremesa a nossa escolha recaiu para a mousse de manjericão e morangos, uma sobremesa refrescante ideal para uma noite de verão. Uma aliança segura entre o bom atendimento e a boa cozinha, a Casa Mateus é já uma das referências incontornáveis na gastronomia da região. Está explicado o porquê!

2 Tasca da Avenida

Setúbal é um nome incontornável do mundo da gastronomia portuguesa, a quantidade e qualidade de restaurantes por toda a cidade é tão vasta que difícil torna-se escolher. Na Avenida Luísa Todi existe uma luta aguerrida pelo melhor choco frito de Setúbal, nós optamos pela Tasca da Avenida e não ficamos desiludidos. Um restaurante familiar com capacidade para um número reduzido de pessoas que, por este motivo, permite um serviço atencioso e pessoal. Queríamos cumprir a tradição e provar o carismático choco frito, pelo que iniciámos esse desafio logo nas entradas. À nossa espera estava uma dose bem generosa de choco frito, para uma entrada, com uma textura macia e deliciosa. Para prato principal escolhemos um dos ex líbris da casa: a Frigideira do Mar, uma junção de marisco com calamares magistralmente temperados com um molho saboroso. Para despedida uma mousse de chocolate gelada com sal e pimenta, uma junção diferente do habitual, mas em que o resultado final impressiona.

Ainda restam dúvidas?

Adoramos a região da Serra da Arrábida, é um verdadeiro paraíso que todos os portugueses devem visitar. As praias da região só perdem pontos em relação às praias das Caraíbas devido à temperatura da água, que é capaz de congelar o espírito de qualquer comum mortal. Em termos paisagísticos, a envolvência natural das escarpas montanhosas repletas de belos arvoredos dá à região o ar puro e exótico que as diferencia das restantes praias portuguesas. Além das praias, há espaço ainda para conhecer locais recheados de histórias por contar que certamente despertará o interesse dos mais curiosos. A Serra da Arrábida permite as tais férias de sonho, sem cometer loucuras em orçamentos extravagantes.

Leia também

Faça um comentário